Blog

  • 02/05/2018
    3 dicas para estampar uma camiseta

    Independente do propósito, seja ele comercial ou pessoal, a estamparia é a melhor maneira de transformar os tecidos. Por este motivo, preparamos algumas dicas para estampar uma camiseta, a fim de transformar cada peça em algo único.

    1. Para começar, conheça as principais técnicas de estamparia

    Cada método é capaz de oferecer resultados singulares, dependendo dos materiais empregados, veja todas as dicas para estampar uma camiseta.

    Carimbo

    dicas para estampar uma camiseta

    Os carimbos, que podem ser industrializados, recortados ou esculpidos, apresentam uma infinidade de possibilidades de criação e até as falhas, próprias da forma de transferir a tinta, criam um efeito bonito. Para essa técnica é preciso dispor de certa habilidade, então é sempre bom treinar um pouco, começando dos desenhos mais simples e com pouco nível de detalhe. Com relação a tinta, essa deve ser composta por uma camada bem fina, esparramada com uma espátula.

    Estêncil

    dicas para estampar uma camiseta

    Estênceis são moldes vazados, com desenhos simples, com pouco nível de detalhe, nos quais basta preencher a parte recortada com a tinta escolhida para que a estampa seja confeccionada. Para garantir que o desenho não se desfaça e nem escorra tinta no trabalho todo, é bom usar um papel de gramatura média ou um plástico mais durinho, que tem uma durabilidade maior e pode ser reaproveitado. Também é importante usar um pincel redondo de cerdas duras para aplicar a tinta, próprio para estêncil.

    Transfer

    dicas para estampar uma camiseta

    O transfer é um tipo de papel especial, no qual você imprime um desenho e depois o transfere para o tecido usando o ferro de passar. Nesta técnica, é preciso utilizar o papel adequado para a impressora, seja ela laser ou jato de tinta, também é importante testar a temperatura do ferro, que deve ser elevada e sem vapor.

    Silk screen ou serigrafia

    Parecido com o estêncil, o silk screen é um processo de impressão no qual a tinta aplicada é vazada pela pressão de um rodinho através de uma tela preparada e gravada com um desenho. Esta técnica permite a utilização de mais de uma cor, desde que sejam utilizadas várias telas, com um tempo de secagem entre uma e outra. Uma dica legal para diluir a tinta da pintura é usar vinagre, que a deixa mais fácil de espalhar, sem dar o efeito aguado no desenho.

    Sublimação

    Na sublimação a tinta que está contida em um papel sublimático é transferida para um tecido sintético. Essa transferência é causada pela aplicação de pressão e calor, oriundos da máquina de aplicar, que transformam a tinta sublimática em gás e estampam o tecido. O papel transfer sublimático mais usado no mercado é o famoso “fundo azul”, que transfere 100% da tinta por conta do revestimento de acetato especial.

    Estamparia rotativa

    dicas para estampar uma camiseta

    A estamparia rotativa, como já mencionamos neste post, revolucionou o processo de estamparia industrial. De modo simples, ela se dá através de cilindros perfurados e gravados por imagens pré-determinadas, sendo ideal para estampar diversos tipos de tecidos e malhas em grandes quantidades com rapidez e qualidade.

    Impressão digital

    Como já explicamos neste post sobre as diferenças entre a estamparia rotativa e a estamparia digital, a estamparia digital funciona como uma impressora de papel que imprime os desenhos diretamente sobre a superfície dos tecidos, com uma riqueza impressionante de cores e detalhes, porém há uma limitação de processos e bases.

    2. Depois escolha as camisetas ideais

    Nenhuma dessas dicas para estampar uma camiseta, ficarão boas se não forem aplicadas em uma boa camiseta. Para receber uma estampa, as melhores camisetas são aquelas lisas, sem a inserção de nenhum tipo de imagem, confeccionadas em algodão, malha ou poliéster. No caso da estampa sublimática, a camiseta precisa, obrigatoriamente, ter o poliéster em sua composição, como é o caso da Malha PP (100% poliéster), da Malha PV (67% poliéster e 33% viscose) e da Malha PA (50% poliéster e 50% algodão).

    Os tecidos mais finos, como cetim e lã, não são indicados pois sofrem danos facilmente. Também é importante levar em conta a qualidade de cada camiseta, já que esse quesito tem papel fundamental no resultado das estampas. E se a ideia é investir na comercialização deste tipo de produto, procure adquirir camisetas em modelos diferentes e com tamanhos diversificados para atender às características de todo o público em geral.

    3. Procure desenvolver um processo criativo

    dicas para estampar uma camiseta

    A melhor maneira de agregar valor as suas camisetas é desenvolvendo estampas personalizadas. Afinal, imprimir um desenho pronto da internet é tarefa que qualquer um pode realizar. Para tal, existem três opções: você mesmo pode criar seus desenhos, você pode comprar as estampas no Mercado Livre e em bancos de imagens, como o Getty Images, ou pode contratar um profissional capacitado e criativo em sites como o 99 Freelas.

    Com relação à criação das estampas, o ideal é que seja respeitado o desenvolvimento de um processo criativo, com uma inspiração, preparação, incubação, iluminação e verificação das ideias, a fim de potencializar a qualidade dos seus desenhos, como você pode conferir aqui

    Caso tenha ficado com dúvidas a respeito destas dicas para estampar uma camiseta ou queira fazer alguma sugestão a respeito do tema, não hesite em deixar o seu comentário.

    Até a próxima!

  • Categorias