Blog

  • 20/10/2017
    Descubra tudo sobre design de estamparia

    É nítido o crescimento do design de estamparia no Brasil. E são as empresas de moda e decoração as grandes responsáveis pelo crescimento dessa demanda já que, mesmo com uma equipe de criação interna, diversos serviços são terceirizados de outros estúdios independentes.

    De modo geral, o design de estamparia é uma área criativa e dinâmica, que abrange o desenvolvimento de estampas para os setores de moda, design de interiores, design gráfico, arte têxtil e artesanato.

    Mas, da contratação do serviço até chegar à entrega do produto pronto, há um longo caminho a ser percorrido, com o primeiro passo sendo dado no briefing.

     

    O briefing

    briefing

    O briefing tem como objetivo entender as “dificuldades” que o cliente está enfrentando naquele momento e o que ele pretende com os serviços que a empresa tem a oferecer. Um bom briefing deve conter detalhes sobre o produto do cliente, informações acerca do panorama atual onde o cliente atua, o perfil do consumidor deste cliente, os objetivos da empresa e os objetivos do cliente.

     

    Os princípios básicos de cor

    principios-basicos-de-cor

    O planejamento das cores é fundamental para o design de estamparia. Mais do que uma questão de estilo, as cores precisam ser planificadas para que cada criação atinja resultados positivos. É preciso conhecer o significado de cada cor, sua usabilidade, aplicabilidade e o contexto em que elas serão usadas.

     

    O desenho

    desenho-estamparia

    Essa é a parte mais lúdica do projeto. Para isso, diversas técnicas podem ser adotadas, a partir de estudos de tendências. O desenho pode ser inspirado em alguma forma, objeto, elemento ou então ser desenvolvido inteiramente de maneira imaginativa.

    Quando é inspirado em alguma forma já existente, inicia-se a etapa de observação, seguidas das primeiras ilustrações manuais, que depois evoluem para o desdobramento, quando determinados traços predeterminados são atribuídos ao desenho. Na criação do desenho também é necessário que se entenda os estilos mais apropriados para cada base e qual coloração funciona melhor para cada tipo de estampa.

     

    A composição

    composicao-de-estampas

    A composição refere-se ao uso técnico de alguns princípios com o objetivo de oferecer  estampas que passem a mensagem correta ao consumidor. Neste momento, diversos aspectos são levados em conta, como o balanço, a simetria, o tamanho, a escala, a proximidade, a similaridade, a simetria, o contraste, a simetria e etc.

     

    As técnicas de ilustração

    silk-screen

    Depois de definir o desenho e a composição dos mesmos, é hora de escolher os processos para a estamparia dos materiais. No caso da estamparia têxtil, há uma série de opções para escolher. Abaixo, citamos alguns tipos de estamparia.

     

    Silk Screen

    É um processo de impressão por fotolitos e telas e, por isso, tem plena resistência à lavagem sendo quase indestrutível. No entanto, quando acontece em pequenas quantidades, o custo de impressão para este tipo de processo pode se tornar bastante alto.

     

    Foil

    O Foil é um tipo de papel refletivo que tem brilho intenso e traz efeito metalizado para as estampas. Ele é aplicado com uma cola especial e, logo após, passa por uma prensa térmica. No entanto, quando em contato com a pele ou o suor do corpo, esse tipo de estampa pode acabar oxidando. Além disso, deve-se evitar a utilização de ferro de passar em superfícies onde ele está aplicado.

     

    Sublimação

    A sublimação costuma ser feita em grandes demandas de quantidade, mas só funciona em tecidos 100% sintéticos. Para este processo, a estampa é impressa em uma folha por processo de offset, plotter ou impressora fotográfica e depois é transferido via evaporação para a peça.

     

    Transfer

    É um processo de impressão feito por transferência de imagem e normalmente utilizado para produções em pequena quantidade. Como a estampa é em cópia, não se pode garantir a exatidão de leitura ou tonalidade de cor, por exemplo. O resultado é mais opaco e sua durabilidade é de acordo com o cuidado utilizado na hora de lavar a peça, ou seja, é super delicada. Pode ser aplicada em tecidos de algodão ou sintéticos.

     

    + Leia também:

    O que é design de superfície

    Você sabe o que é Rapport

     

    E o designer de estamparia?

    designer-de-estamparia

    Apesar da nomenclatura semelhante, designer e design são duas coisas completamente diferentes. De modo resumido, o primeiro é o profissional e o segundo é o trabalho que ele desempenha. Uma pessoa estuda design para ser designer.

    Para ser um bom profissional deste mercado, alguns itens são extremamente importantes. Abaixo, citamos três, que contribuirão para o sucesso da carreira de um designer de estampas.

     

    Entender tudo sobre a criação de estampas

    eterno-aprendiz

    Um designer é um eterno aprendiz. Sendo assim, ele precisa estudar e compreender o máximo de técnicas e novidades possíveis. Somente assim ele saberá o que é necessário para tornar cada estampa o mais incrível possível.

     

    Aprender técnicas novas


    É importante que o designer não fique preso na mesmice, afinal, as coleções estão sempre mudando e é preciso oferecer coisas novas. Para isso, o designer pode se inspirar em outros profissionais, artistas e trabalhos. Tudo serve de gatilho para o surgimento de novas ideais.

     

    Seguir o briefing à risca

    seguir-briefing-a-risca

    Como explicamos no início do texto, o briefing é fundamental para compreender o que o cliente deseja. Ele serve como uma espécie de guia e deve ser analisado minuciosamente. E se o cliente não souber ou não puder desenvolvê-lo sozinho, aproveite as primeiras reuniões e faça as perguntas certas, para montar um briefing excelente.

     

    Agora que você já sabe tudo ou quase tudo sobre o design de estamparia, aproveite  e entre em contato conosco, para deixar a sua opinião sobre o post.

     

    Até a próxima!

  • Categorias