Blog

  • 11/01/2018
    Conheça alguns tecidos sustentáveis

    Enquanto as fibras comuns demoram de 10 a 20 anos para se decompor, os tecidos sustentáveis prometem ser uma alternativa mais benéfica para o meio ambiente, com fibras provenientes da reciclagem de outros tecidos e até de matérias primas pouco convencionais, como leite, soja e até urtiga.

     

    Tecido de proteína de leite coalhado

     tecidos sustentáveis

    Em Hannover, na Alemanha, a Qmilk desenvolve tecidos provenientes de uma fibra natural e renovável, derivada da proteína de leite coalhado. O resultado é um tecido semelhante à seda, naturalmente antibacteriano e com regulagem de temperatura, tornando-o ideal para esportes e activewear.

     

    Tecido de borra do café reciclada

    tecidos sustentáveis

    Fabricada em Taiwan, a S.Cafe é uma fibra que recicla as borras do café. Já utilizadas por marcas como North Face, Puma e Timberland, essas fibras requerem menos energia no processo de fabricação tornando-se uma alternativa mais sustentável aos tecidos tradicionais. Além disso, essas fibras conseguem mascarar os odores naturais do corpo sem deixar cheiro nas roupas, sendo igualmente ideais para os tecidos esportivos.

     

    Tecido de soja

    tecidos sustentáveis

    Macio, delicado, 100% biodegradável e mais resistente que a seda e o algodão, o tecido de soja é um tecido sustentável feito a partir de resíduos de fabricação de tofu. Para a sua obtenção, a proteína de soja é liquefeita e, em seguida, esticado em fibras longas e contínuas, que são cortadas e processadas como qualquer outra fibra de fiação. Pelo seu alto teor de proteína, o tecido de soja é muito receptivo a corantes naturais, o que descarta a utilização de corantes sintéticos.

     

    + Leia também:

    Qual a diferença entre estamparia rotativa e estamparia digital?

    Como funciona o processo criativo para um design de superfície

     

    Tecido de urtiga

    tecidos sustentáveis

    Apesar de parecer extremamente incomum, o tecido de urtiga talvez seja o mais sustentável de todos. Excepcionalmente forte, a fibra da urtiga produz um tecido natural, elástico, suave e naturalmente retardador ao fogo. Quando misturada ao linho, a fibra da urtiga ainda se torna antibacteriana e resistente ao bolor.

     

    Tecido de redes de pesca

    tecidos sustentáveis

    Reciclado pela Aquafil, o Econyl é um tecido que utiliza 100% dos resíduos das redes de pesca feitas de nylon. Como uma opção para o nylon convencional, este tecido já vem sendo utilizado por diversas marcas, como a espanhola Ecoalf, a italiana Wave-O e a Outerknown, do surfista Kelly Slater.

     

    Tecido de madeira

    tecidos sustentáveis

    Produzidos por diversas companhias, como a BARKTEX, a Liocel e a Lenpur, os tecidos sustentáveis desenvolvidos a partir de fibras celulósicas demandam baixo consumo para a sua produção, tanto de água como de energia elétrica. Com a adição de algas, a Seacell ainda dispõe de propriedades protetoras e anti-inflamatórias, que estimulam o metabolismo, como se as roupas estivessem vivas.

    Podendo ser utilizados em roupas e até em móveis, os tecidos de madeira destacam-se pela suavidade, capacidade de absorção e liberação de umidade, além da sua eficácia para sustentar uma gama térmica mais elevada, que mantém o tecido fresco no verão e quente no inverno.

     

    Agora que você já conhece algumas alternativas de tecidos sustentáveis, que tal deixar nos comentários as suas dúvidas a respeito deste tema?

     

    Até o próximo post!

  • Categorias